Juventude, beleza e bem-estar: o raio-x da toxina botulínica

Alimentação balanceada, atividades físicas regulares, sono em dia, trabalho organizado e muita tranquilidade para lidar com todos os desafios que vão surgindo de tempos em tempos. Em todas as fases da vida, estamos sempre buscando equilibrar uma série de elementos que nos ajudem a manter o bem-estar e a vida plena. E, com uma rotina cada vez mais exigente e atarefada, nada melhor do que manter a jovialidade do corpo, na alma e no rosto para acompanhar esse ritmo com muito mais leveza e alto astral, não é mesmo?  

Entre as possibilidades ao nosso alcance, o segmento da Dermatologia Estética segue avançando e viabilizando o nosso acesso a algumas dessas importantes conquistas, cujos benefícios para a nossa autoestima são mais do que comprovados. E, dentre esses avanços, está a aplicação da toxina botulínica, uma verdadeira aliada na redução de rugas e linhas de expressão, reconhecida como uma das mais eficazes substâncias utilizadas para o rejuvenescimento facial.   

Hoje, para mostrar que você não precisa ter medo de seguir sorrindo para a vida e que, além disso, também pode continuar expressando as suas melhores emoções, preparamos um especial sobre esse tratamento estético oferecido com segurança e eficácia pela Corpuris Salus. Acompanhe!

 

A origem da toxina botulínica

A toxina botulínica, também conhecida como “botox”, é um complexo proteico purificado de origem biológica, ou seja, um grupo formado por proteínas naturais que cresce e produz sete diferentes grupos de micro-organismos. Dentre eles, destacam-se os tipos A e B, utilizados para fins terapêuticos por apresentarem um surpreendente efeito rejuvenescedor.  

 

Como a toxina botulínica atua na pele?

Ao entrar em contato com a derme, a toxina botulínica impede a liberação de acelticolina, um neurotransmissor responsável por induzir mensagens elétricas do cérebro aos músculos. Desta forma, a substância evita as constantes contrações dos músculos faciais, suavizando as linhas de expressão localizadas nas laterais dos olhos, entre as sobrancelhas, na testa, pescoço, ao redor da boca e na área do busto, mais especificamente entre os seios.

Ao ser aplicada na região das axilas ou nas palmas das mãos, a toxina botulínica também atua como tratamento contra a hiperidrose (ou sudorese excessiva), muitas vezes responsável por graves restrições à vida social e às atividades do dia a dia.

 

Procedimento de aplicação da toxina botulínica

A aplicação da toxina botulínica é o que podemos chamar de “procedimento minimamente invasivo”, já que se resume a uma injeção não cirúrgica aplicada com a utilização de uma agulha extrafina em pontos pré-definidos. De forma estratégica, essa injeção promove o enfraquecimento dos músculos causadores das rugas e das linhas de expressão.

O número de aplicações, assim como as áreas para as mesmas, varia de acordo com a avaliação individual do paciente.

 

Cuidados na pós-aplicação da toxina botulínica

Realizada a aplicação da toxina botulínica, o retorno às atividades pode acontecer imediatamente após a primeira sessão.

Nesta fase, é extremamente importante evitar esfregar ou massagear as áreas tratadas, para prevenir a migração da substância para outros locais da face.

Por se tratar de um tratamento de baixo risco, os efeitos colaterais são mínimos e, em geral, restringem-se à área das aplicações, tais como hematomas e dor, que podem ser amenizados com a utilização de cremes anestésicos.

Em raras ocasiões, o paciente pode desenvolver fraqueza temporária dos músculos vizinhos e um abaixamento da sobrancelha ou da pálpebra – efeitos leves e temporários que não limitam significativamente as atividades de rotina.

 

Indicações para o tratamento com a toxina botulínica

É muito importante saber que a aplicação da toxina botulínica não é indicada para qualquer tipo de problema de pele. Critérios como espessura da pele e o tipo e grau de enrugamento são essenciais para determinar a atuação da substância após a aplicação. Por isso, a avaliação médica é um fator imprescindível para a efetividade do tratamento!   

 

Contraindicações para o tratamento

As aplicações de toxina botulínica não são indicadas para gestantes ou mulheres em fase de amamentação, portadores de doenças neuromusculares, imunológicas e coagulopatias, assim como pessoas que façam uso de medicamentos anticoagulantes, aminoglicosídeos e drogas que interferem na transmissão neuromuscular.

 

Mitos sobre a toxina botulínica: entendendo melhor algumas questões

Quando o assunto é toxina botulínica, algumas dúvidas são bastante frequentes, e a falta de esclarecimento acerca de cada uma delas pode acabar dificultando a decisão pelo tratamento. Por essa razão, apresentamos aqui algumas delas, acompanhadas das suas devidas respostas:

1) É verdade que a aplicação de toxina botulínica só é indicada a partir do momento em que as linhas de expressão começarem a aparecer?

Não necessariamente! Vale considerar que, com a aplicação preventiva, é possível suavizar as linhas e também tornar o tratamento a longo prazo muito mais efetivo, uma vez que a toxina botulínica nos ajuda a evitar certas expressões faciais que ocasionam o surgimento das marcas de expressão.

 

2) É verdade que a interrupção do tratamento pode piorar as rugas?

Não é verdade! O que acontece é que as linhas de expressão voltam ao seu estado natural, pois o efeito de relaxamento dos músculos cessa e dá lugar aos movimentos que causam as rugas.

 

3) É certo dizer que a toxina botulínica serve apenas para suavizar as rugas?

Na realidade, o tratamento tem várias finalidades. A toxina botulínica pode ser uma ótima aliada no combate à enxaqueca, porque ajuda a reduzir a tensão muscular. Além disso, a substância auxilia no tratamento da sudorese excessiva, ao ser aplicada para atuar no bloqueio das glândulas sudoríparas.

 

4) Existe algum estudo quanto ao uso de toxina botulínica ser restrito às mulheres?

Pelo contrário: de acordo com pesquisas recentes, o número de aplicações entre os homens segue crescendo. Da mesma forma, o tratamento não está destinado exclusivamente às pessoas mais velhas. Homens na faixa dos 30 anos também têm recorrido ao uso da substância.

 

5) É possível combinar a aplicação da toxina botulínica a outros procedimentos estéticos?

Sem dúvida! Para obter resultados ainda mais surpreendentes e reforçar a prevenção de novas linhas de expressão e rugas, é possível aliar este a outros tratamentos, tais como peelings químicos, microdermoabrasão e preenchimentos dérmicos.

 

Você se interessou pelo tema e gostaria de saber mais a respeito e/ou já agendar o seu horário com um experiente dermatologista na área?

Então, entre em contato conosco pelo telefone (11) 4550-1420/1421 ou pelo WhatsApp (11) 9-8348-0349, aproveite para conhecer os diferenciais da Corpuris Salus e os benefícios de se sentir pleno com a sua própria imagem!

Comments

comments

Comments

comments